Plano de trabalho curso de Educação física reformulação devido à pandemia covid-19 estágio curricular II Avaliação, prescrição e atenção à saúde

R$52,00

Assim que o site confirmar o pagamento, será enviado no e-mail cadastrado o link para download do arquivo

Descrição

PLANO DE TRABALHO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA REFORMULAÇÃO DEVIDO À PANDEMIA COVID-19 ESTÁGIO CURRICULAR II AVALIAÇÃO, PRESCRIÇÃO E ATENÇÃO À SAÚDE

Curso: Educação física


POSSUI UM TOTAL DE 28 PÁGINAS

Sumário
1. PLANO DE TRABALHO: ESTÁGIO CURRICULAR II: AVALIAÇÃO, PRESCRIÇÃO E ATENÇÃOÀ SAÚDE…………3
1.1 ORIENTAÇÕES PARA AS ATIVIDADES …………………………………………………………………………………………3
2. PRODUÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO……………………………………………………………………………………13

A seguir, você terá as atividades a serem realizadas no Estágio Curricular II: Avaliação,
Prescrição e Atenção à Saúde. Este Plano de Trabalho foi elaborado devido ao contexto da
pandemia COVID-19 considerando as orientações do Ministério da Educação – MEC.

1.1 ORIENTAÇÕES PARA AS ATIVIDADES

Seja bem-vindo ao Estágio Curricular II: Avaliação, Prescrição e Atenção à Saúde!
No decorrer dessas semanas de estudos de casos do Estágio em Avaliação, Prescrição
e Atenção à Saúde, iremos juntos aprender como lidar com diferentes situações da área.
Nos estudos de caso você se deparará com situações que envolvem a atividade física,
exercício físico e seus benefícios para portadores de Doenças Crônicas Não Transmissíveis.
Será desenvolvida sua capacidade de aplicação de conhecimentos, prescrição de exercícios e
produção de conteúdo.
Leia atentamente cada estudo de caso e utilize os conteúdos das disciplinas aprendidas
durante sua formação acadêmica.

Bons Estudos!
Equipe de Docentes do Curso de Educação Física

3
1. PLANO DE TRABALHO: ESTÁGIO CURRICULAR II: AVALIAÇÃO, PRESCRIÇÃO E ATENÇÃO
À SAÚDE

ATIVIDADE A – Desafios e Potencialidades da Educação Física na Atenção Primária à Saúde
O trabalho do profissional de Educação Física na atenção primária à saúde, é cercado
de potencialidades e desafios para promoção da saúde em diferentes contextos e realidades
comunitárias. Dentro desta perspectiva, a inserção em uma equipe multiprofissional com a
discussão e proposição de intervenção com a atividade física e/ou organização de atividades
à população com práticas corporais diversas,seja de maneira direta e indireta, faz da Educação
Física uma importante área. Além disso, outras áreas da saúde que compõe a equipe de saúde
somam na proposição de estratégias de apoio às equipes de referência que possam promover
e produzir saúde aos usuários do sistema único de saúde.
No que se refere a promoção da saúde, Carvalho, Roberto e Loch (2020), citam que:
Já a Promoção da Saúde é apontada como um dos pilares do SUS e
representa, de maneira operacional, um “conjunto de estratégias e formas de
produzir saúde, no âmbito individual e coletivo, caracterizando-se pela
articulação e cooperação intra e intersetorial, pela formação da Rede de
Atenção à Saúde (RAS), buscando articular suas ações com as demais redes
de proteção social, com ampla participação e controle social (BRASIL, 2014).
Em outra questão importante, o trabalho do profissional de Educação Física deve
atender as necessidades com estratégias e ações tangíveis as possibilidades de realização.
Neste sentido, em uma reflexão recente, Carvalho, Roberto e Loch (2020), mencionam:

[…] a Promoção da Saúde caminha para além das atividades coletivas,
educativas, de concepções idealísticas e inalcançáveis relacionadas às
condições de vida, assim como de esforços direcionados a mudança de
comportamentos a partir de prescrições descontextualizadas, de modo a
ser caracterizada quando são abarcadas as complexidades relacionadas à
saúde e as múltiplas possibilidades de atuação, que necessariamente
consideram princípios e diretrizes relacionadas à concepção ampliada de
saúde, equidade, autonomia, empoderamento e protagonismo dos sujeitos
(nas esferas individual e coletiva). De forma semelhante, afirma-se que a
Promoção da Saúde recebe importante atenção por parte da Educação
Física (EF), mas de forma indiscriminada, sendo necessário o
questionamento sobre as simplificações relacionadas aos êxitos ou
fracassos das ações de saúde, geralmente atribuídas aos indivíduos, sem
uma adequada reflexão sobre as condições de vida, os interesses
corporativos e as desigualdades regionais, de gênero e sociais (KNUTH;
SILVA; MIELKE, 2018).

De acordo com essas informações sobre as grandes possibilidades e desafios do
4

profissional da Educação Física (EF) junto à atenção primária a saúde para a promoção da
saúde, faça então um mapeamento das possibilidades e desafios, de forma textual e
dissertativa (mínimo de 1 e máximo de 3 páginas – normas ABNT) para atuação do profissional
da Educação Física junto a atenção primária à saúde. Para realizar esse mapeamento e tal
análise, realize de forma prévia a leitura do texto “Potencialidades e desafios das práticas
corporais e atividades físicas no cuidado e promoção da saúde” disponível no link:
https://bit.ly/3gb4eQj. Acesso em 05/12/2021.

5

ATIVIDADE B – Idosos e Cardiopatas
Um dos grandes avanços e conquistas da Educação Física nesse século foi o espaço
conquistado no trabalho com a atenção primária à saúde nas Unidades Básicas de Saúde. Esse
é um desafio que realmente vem fazendo o meio acadêmico e profissional produzir
conhecimentos e qualificar cada vez mais a formação profissional visando a atuação nesse
importante campo.
Você que irá atuar profissionalmente em uma Unidade Básica de Saúde, com um grupo
de 08 idosos, sendo 5 mulheres e 3 homens, com idades acima dos 60 anos, e que possuem
uma característica em comum: são cardiopatas.
Como profissional de Educação Física da unidade de saúde, você precisará realizar e
resolver as seguintes proposições:

a) Quais são as características da cardiopatia/cardiopata?
b) Quais os cuidados que o profissional deve ter no trabalho com idosos
cardiopatas? Lembrando que essas pessoas tomam medicamentos, e o
profissional precisa tomar conhecimento de suas características.
c) Quais práticas de atividades físicas são mais indicadas? Justifique sua resposta.
d) Quais são os benefícios da atividade física para esse público: idosos e
cardiopatas.

6

ATIVIDADE C – Exercício e Hipertensão
Leia atentamente:

A hipertensão arterial é uma síndrome multifatorial cuja prevalência, no
Brasil, atinge de 22% a 44% da população urbana adulta1. Sendo assim,
hoje, a hipertensão arterial, cuja maior incidência ocorre em pessoas
obesas, sedentárias e consumidoras em excesso de sal e álcool, é
considerada um dos principais fatores de risco para a doença
cardiovascular.

RONDON, M. U. P. B.; BRUM, P. C. Exercício físico como tratamento não
farmacológico da hipertensão arterial. Rev Bras Hipertens, v. 10, n. 2, p. 134-9, 2003.
Disponível em: http://departamentos.cardiol.br/dha/revista/10-2/exercicio3.pdf

Você é estagiário em uma academia de sua cidade. Sua função é acompanhar as aulas
ministradas por um profissional habilitado e realizar correções dos movimentos dos alunos,
enquanto estes realizam os treinamentos. Além disto, 3 vezes na semana, ocorre o
treinamento de um grupo de corrida, montado pela academia. Ao acompanhar um dos
treinos, você recepcionou um novo integrante do grupo, M.L.U., homem, 52 anos, sedentário
nos últimos 10 anos, ex-fumante e que apresenta histórico de hipertensão. Sabendo disto,
você reportou a situação ao profissional habilitado e este pediu sua ajuda para montar e
acompanhar os treinos deste novo integrante.
A partir desta situação, responda a seguir:
a) Quais os benefícios do exercício aeróbio (corrida e caminhada) para pessoas
hipertensas?
b) Monte um programa de treinamento para este homem. Forneça informações
como:
• Tipo do exercício
• Intensidade
• Volume
• Duração

7

• Número de sessões semanais

8

ATIVIDADE D – Exercício e Diabetes

A atividade física melhora o controle metabólico, reduz a necessidade de
hipoglicemiantes, ajuda a promover o emagrecimento nos pacientes obesos, diminui os riscos
de doença cardiovascular e aprimora a qualidade de vida do portador de diabetes. Quando
implantando preventivamente, um programa de promoção da atividade física – incluindo
dieta equilibrada, assistência médica, educação do paciente e da equipe sanitária pode-se
reduzir significativamente a incidência do diabetes tipo 2 e complicações associadas
(MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2013).
Você é um profissional recém-habilitado. Após estudos, decide montar uma empresa
especializada em Treinamento Funcional. Você compra materiais para treinamento ao ar livre,
realizado em um parque de sua cidade. Além disto, monta páginas em redessociais divulgando
sua empresa e faz postagens frequentes sobre os benefícios da prática de exercício físico. Nas
duas primeiras semanas, você recebe contatos de pessoas interessadas em seu serviço, as
quais já iniciam os treinamentos. Até então, todos os clientes são pessoas que já eram
praticantes de exercício físico e não apresentam nenhuma Doença Crônica Não Transmissível.
No entanto, no início da terceira semana você recebe contato de uma mulher e um homem
interessados em aderir aos treinos. A mulher, B.A.C, 49 anos, é ex-fumante, diabética tipo II e
sedentária nos últimos 24 meses. O homem, L.T.C., 65 anos, também é diabético tipo II e é
sedentário há 48 meses. Sabendo da situação dos dois alunos, responda:
a) Quais os benefícios do exercício físico para pessoas que apresentam diabetes?
b) Considerando o tempo de sedentarismo de cada aluno descrito, quais cuidados
devem ser tomados?
c) Prescreva uma sequência de treinamento inicial de exercício físico para cada
aluno (homem e mulher). Neste treinamento, descreva:
• Tipo do exercício
• Intensidade
• Volume
• Duração
• Materiais a serem utilizados

9

• Objetivo de cada sessão
• Por quanto tempo você manterá esta sequência até realizar a alteração?

10

ATIVIDADE E – Palestras sobre os benefícios do exercício físico nasaúde

O aumento da tecnologia tem facilitado o dia a dia das pessoas e dado maior
comodidade e conforto para todos. Por outro lado, as pessoas têm se tornado cada vez mais
sedentários devido à toda a facilidade trazida pela tecnologia. Aliado a isso, a qualidade da
alimentação da maioria das pessoas tem diminuído cada vez mais. A correria do dia a dia tem
levado as pessoas a fazerem alimentações rápidas, aderindo a fastfoods, congelados e
alimentos industrializados. Com isso, doenças relacionadas ao sedentarismo e a má
alimentação tem acometido crianças, jovens adultos e idosos. Dentre estas doenças, pode-se
citar a hipertensão, a diabetes e doenças do coração.
Uma forma de combater essas doenças e melhorar a saúde e a qualidade de vida das
pessoas, é a prática sistematizada de atividades físicas, a prática de exercícios físicos. Todavia,
para que as pessoas possam aderir cada vez mais aos exercícios físico, é preciso demonstrar
para as pessoas toda a importância dessa prática para a melhoria da saúde e qualidade de
vida. Assim, imagine que você trabalha com atividades físicas no Núcleo de Apoio à Saúde da
Família (NASF) em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e que a coordenação da UBS,
preocupada em conscientizar a população sobre a importância da prática de exercícios físicos
para a saúde e qualidade de vida, procura você e pede para que você faça uma apresentação
para a população sobre o assunto. Baseando-se nisso, planeje essa apresentação envolvendo
os seguintes passos:
a. Apresente definições de saúde e qualidade de vida;
b. Apresentes aspectos que reduzem a saúde e qualidade das pessoas (p.ex.
alimentação inadequada, sedentarismo e estresse);
c. Apresente as características das doenças mencionadas acima.
d. Apresente os benefícios da prática dos exercícios físicos para cada uma dessas
doenças.
e. Aborde sobre as atividades físicas no Núcleo de Apoio à Saúde da Família
(NASF), possibilidade de prática para a população.

11

f. Monte essa apresentação em Power Point, com mínimo de 10 slides, contendo
textos e figuras ilustrativas de sua fala.
g. Monte, em Word, um planejamento da apresentação, contendo sua fala para
cada slide (p.ex. Slide 1: “Farei minha apresentação (nome, formação e setor de atuação na
empresa) e a apresentação do tema da palestra).
Observação: Esta atividade será dividida em 2 semanas, uma de planejamento e outra de
execução. Maiores informações serão passadas diretamente pelo orientador.

12

Atenção:
• Verifique o plano de trabalho específico do estágio que você está cursando nosemestre.
• Ao longo de todas as etapas busque o apoio do tutor à distância.
• O relatório deve ser postado em formato word.