Portfólio Alterações sistêmicas e sequelas no paciente acometido pelo COVID-19 e sua relação com a atuação do profissional da área da saúde

R$30,00

Assim que o site confirmar o pagamento, será enviado no e-mail cadastrado o link para download do arquivo

Descrição

Portfólio Alterações sistêmicas e sequelas no paciente acometido pelo COVID-19 e sua relação com a atuação do profissional da área da saúde – Semestre 1° e 2°

Curso: Núcleo da saúde

Disciplinas: • Introdução à Biologia Celular e do Desenvolvimento • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Imune e Hematológico • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Tegumentar, Locomotor e Reprodutor • Saúde Pública


POSSUI UM TOTAL DE 11 PÁGINAS

A proposta de Produção Textual Interdisciplinar em Grupo (PTG) terá como temática “Alterações
sistêmicas e sequelas no paciente acometido pelo COVID-19 e sua relação com a atuação do
profissional da área da saúde”. Escolhemos este assunto para possibilitar a aprendizagem
interdisciplinar dos conteúdos desenvolvidos nas disciplinas desse semestre.
Inicialmente, é importante que você realize a leitura atenta da situação descrita para, na
sequência, seguir as orientações apresentadas em cada uma das etapas subsequentes de modo a
organizar suas ideias para a conclusão, com qualidade, deste trabalho.

Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)

Pedro, 48 anos, compareceu ao pronto socorro do Hospital Geral de sua cidade queixando-
se de dificuldade para respirar e febre há três dias, com piora nas últimas 24 horas, além da presença

de tosse seca. Ao exame físico, foi constatado que Pedro apresentava roncos difusos e sibilos à
ausculta pulmonar, além de dificuldade respiratória, cianose em extremidades e hipertensão arterial.
O paciente negou tabagismo e a presença de outras comorbidades associadas. Diante do quadro

clínico apresentado, foram solicitados exames laboratoriais de rotina, tomografia do tórax e RT-PCR
por swab orofaríngeo, pois havia a suspeita de COVID-19.
Por se tratar de um paciente com comprometimento pulmonar, Pedro foi internado em
isolamento, até que o diagnóstico de COVID-19 fosse confirmado, e, imediatamente, foi iniciado o
tratamento medicamentoso.
Pedro, cujo resultado para COVID-19 foi positivo, evoluiu com uma piora progressiva a partir
do quinto dia de internação, sendo transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e realizada
a intubação orotraqueal para suporte ventilatório. O paciente seguiu em ventilação mecânica e
evoluiu com melhora progressiva a partir do vigésimo dia de internação na UTI, recebendo alta
hospitalar quinze dias após a extubação.

Baseado na situação geradora descrita acima produza um texto que aborde todos os tópicos
mencionados abaixo:
Para isso, busque soluções para os problemas apresentados, mas, lembre-se de que TODOS os
desafios propostos devem ser respondidos fazendo articulações com a SGA apresentada e a teoria
respectiva. Logo, é fundamental apresentar poder argumentativo e boa fundamentação das
justificativas.

DESAFIOS PROPOSTOS

Desafio 1 – Introdução à Biologia Celular e do Desenvolvimento
Considerando a relação do COVID-19 com alterações musculoesqueléticas, explique como ocorre o
processo de acoplamento excitação-contração na fibra muscular? Quais estruturas participam desse
processo?
LEITURAS SUGERIDAS
ALBERTS, B. Fundamentos da biologia celular. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2017. (Disponível em
Minha Biblioteca).

CARVALHO, H. F. A célula. 4. ed. Barueri, SP: Manole, 2019. (Disponível em Minha Biblioteca).
VANPUTTE, C.; REGANM, J.; RUSSO, A. Anatomia e fisiologia de Seeley. 10. ed. Porto Alegre: AMGH
Editora, 2016. (Disponível em Minha Biblioteca)

Desafio 2 – Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Tegumentar, Locomotor e Reprodutor
Evidências mostram que indivíduos infectados pelo COVID-19 apresentam alterações
musculoesqueléticas, como a presença de atrofia, fadiga e fraqueza muscular. De fato, alguns
enfermos apresentam sintomas neurológicos que afetam o controle motor e, consequentemente, a
função muscular. Dentro desse panorama, explique como os sintomas neurológicos observados no
COVID-19 podem resultar em fraqueza muscular. Lembre-se de relacionar conceitos fundamentais
como o papel dos motoneurônios (neurônios motores), junção neuromuscular, acetilcolina e
contração muscular.
LEITURAS SUGERIDAS:
CURI, R.; PROCÓPIO, J. Fisiologia básica. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2017. (Disponível
em Minha Biblioteca)
SIVERTHORN, D.U. Fisiologia humana: uma abordagem integrada. 7. ed. Porto Alegre: Artmed,
2017. (Disponível em Minha Biblioteca)
VANPUTTE, C.; REGANM, J.; RUSSO, A. Anatomia e fisiologia de Seeley. 10. ed. Porto Alegre: AMGH
Editora, 2016. (Disponível em Minha Biblioteca)

Desafio 3 – Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal
O novo coronavírus tem como ponto focal a infecção das células pulmonares. Seguido dos pulmões,
rins e intestinos são os órgãos mais suscetíveis de infecção porque há uma relação estreita entre as
proteínas Spike e os receptores presentes nas células desses órgãos. Após a leitura dos artigos
sugeridos, reflita e responda:
A. Como ocorre a ligação entre o novo coronavírus e as células humanas?
B. Qual receptor é reconhecido pelo vírus para que possa ocorrer a penetração deste na célula?
C. Qual a relação desse receptor com o sistema renal?
LEITURAS SUGERIDAS
CURI, R.; PROCÓPIO, J. Fisiologia básica. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2017. (Disponível
em Minha Biblioteca)
DURAES, A. O sistema renina-angiotensina-aldosterona versus a infecção pelo coronavírus 2019.

Pebmed. Disponível em https://pebmed.com.br/o-sistema-renina-angiotensina-aldosterona-
versus-a-infeccao-pelo-coronavirus-2019/. Acesso em 19 jul. 2021.

HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEN. SARS-CoV-2 e o Sistema Renina-Angiotensina-Aldosterona
(SRAA). Albert Einsten Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa. Disponível em

https://www.einstein.br/Documentos%20Compartilhados/SARS_CoV_2-e-Sistema-Renina-
Angiotensina-Aldosterona.pdf. Acesso em 19 jul. 2021.

SCHOLZ, J. R. et al. Covid-19, sistema renina-angiotensina, enzima conversora da angiotensina 2 e
nicotina: qual a inter-relação? Arq. Bras. Cardiol. vol.115 no.4. São Paulo, 2020. Disponível em
https://www.scielo.br/j/abc/a/5cPmRF6Dr7FDmyQhpfqwB9f/?lang=pt. Acesso em 19 jul. 2021.
SIVERTHORN, D.U. Fisiologia humana: uma abordagem integrada. 7. ed. Porto Alegre: Artmed,
2017. (Disponível em Minha Biblioteca)
UZUNIAN, A. Coronavírus SARS-CoV-e e Covid-19. J. Bras. Patol. Med. Lab. vol 56. Rio de Janeiro,
2020. Disponível em http://www.jbpml.org.br/detalhes/1644/coronavirus-sars-cov-2-e-covid-19.
Acesso em 19 jul. 2021.

Desafio 4 – Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Imune e Hematológico
No cenário atual, a COVID-19 tem se tornado uma Emergência de Saúde Pública de importância
internacional. A doença é responsável por diferentes alterações sistêmicas que podem, inclusive,
levar o indivíduo acometido ao óbito. Dentre as observações realizadas no atendimento aos casos de
COVID-19, tem sido bem evidenciado que pacientes com a forma severa da doença desenvolvem um
intenso processo inflamatório em diferentes órgãos.

A respeito do processo inflamatório e suas características, podemos considerar a inflamação como
um processo bom ou ruim para o organismo humano? Quais são os sinais cardinais da inflamação e
suas causas? Em toda inflamação temos a presença de todos os sinais cardinais? Justifique sua
resposta.
LEITURAS SUGERIDAS:
BRASILEIRO FILHO, G. Bogliolo: patologia geral. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2019.
(Disponível em Minha Biblioteca)
HANSEL, D. E.; DINTZIS, R. Z. Fundamentos de Rubin: patologia. 1. ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2007. (Disponível em Minha Biblioteca)
NORRIS, T. L. Porth: fisiopatologia. 10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2021. (Disponível em
Minha Biblioteca)

Desafio 5 – Saúde Pública
A vigilância em saúde é uma ferramenta que auxilia a identificar os modos de viver e adoecer de uma
população de um determinado local e, a partir disso, desenvolver ações e práticas para prevenir a
ocorrência e propagação de doenças. Além disso, é responsável por fornecer informações relevantes
para um planejamento de saúde mais amplo. Uma das aéreas de atuação da vigilância em saúde é a
vigilância epidemiológica, que é responsável pela coleta e processamento dos dados sobre a
ocorrência de agravos e doenças, além de tantas outras funções. Dessa forma, com base na
referência sugerida e de acordo com seus conhecimentos, responda:
Qual a importância da vigilância epidemiológica em relação à pandemia da Covid-19? Quais são as
principais ações que devem ser desempenhadas?
LEITURA SUGERIDA:
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise em Saúde e
Doenças não Transmissíveis. Guia de vigilância epidemiológica Emergência de saúde pública de
Importância nacional pela Doença pelo coronavírus 2019 – covid-19. Brasília: Ministério da Saúde,
2021. Disponível em: https://bit.ly/3xRYBjF. Acesso em: 19 jul. 2021.